Perguntas Frequentes


Vitaminas, minerais e nutrientes funcionais são remédios?

Não. Esses nutrientes são essenciais para que o nosso organismo funcione corretamente. Existem vários tipos e classes diferentes que podem ser encontrados naturalmente nos alimentos ou na forma mais comum, cápsulas ou comprimidos, que é o que chamamos de complementos alimentares.

Podem ser retirados em sua forma natural de plantas, alimentos ou animais. São importantes no equilíbrio e organização das funções vitais, prevenção de doenças e no combate ao envelhecimento precoce, por exemplo.


O que são Vitaminas?

As vitaminas são elementos orgânicos indispensáveis às atividades normais do corpo, principalmente na função adequada do metabolismo. Algumas podem ser produzidas pelo organismo, como as vitaminas D e K, e aquelas que não são, devem ser obtidas através de uma alimentação equilibrada rica em vegetais, frutas, leguminosas, cereais integrais e fontes proteicas. Todos os alimentos in natura (naturais) possuem vitaminas de tipos e quantidades variadas.

Quando ingerimos esses alimentos, estamos recebendo não só vitaminas, como também, outros tipos de nutrientes. Porém, como na maioria das vezes substituímos por outras fontes altamente processadas ou industrializadas, associado a um estilo de vida inadequado, precisamos adquiri-las por meio de complementos para atingir nossas necessidades diárias.

As vitaminas estão envolvidas na reprodução, crescimento, metabolismo de macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras), manutenção de tecidos e funções vitais, bem-estar em geral. Algumas possuem características antioxidantes participando na prevenção de doenças e envelhecimento precoce. Normalmente são subdivididas em dois grupos, com base em sua solubilidade:

-Hidrossolúveis (solúveis em água): A vitamina C e todas as vitaminas do complexo B são mais sensíveis à degradação e são eliminadas facilmente já que o organismo não as consegue armazenar. Sendo assim, seu aporte deve ser constantemente renovado.

- Lipossolúveis (solúveis em gordura): Já as vitaminas A, D, E, e K são armazenadas com maior facilidade no organismo principalmente em vísceras e tecido adiposo.


As vitaminas engordam?

As vitaminas não contribuem com calorias nem para aumento de massa corpórea. Porém estão diretamente relacionadas com o metabolismo dos carboidratos, proteínas e gorduras, ou seja, com a boa utilização deste macronutrientes.


As vitaminas estimulam o apetite?

Não. Algumas pessoas tomam vitaminas para restabelecer o apetite, pois a carência pode causar inapetência (queda do nível normal de apetite). Isso também é comum em idosos, que podem apresentar deficiência na absorção de nutrientes.

Desta forma, pode-se dizer que as vitaminas agem normalizando o apetite, mas nunca como estimulantes.


O que são minerais?

Os minerais são elementos inorgânicos que ocorrem livremente na natureza, principalmente nas águas dos rios, lagos, oceanos e solo. Podem também ser encontrados em raízes de plantas e nas estruturas corporais de animais.

Nutricionalmente são considerados essenciais ao bom funcionamento do organismo, porém em quantidades pequenas, e por isso, classificados também de micronutrientes. Por não serem sintetizados pelas células, devem ser ingeridos através de alimentos ou suplementos.

Esta classe de nutrientes possui função plástica e reguladora beneficiando síntese e funcionamento de enzimas/hormônios, reparo de tecidos, crescimento e saúde. Eles podem auxiliar também na qualidade de vida, prevenção de doenças e do envelhecimento precoce.

Entre os mais importantes ao ser humano estão o cálcio, o fósforo, o potássio, o iodo, o sódio, o magnésio, o ferro, o cobre, o zinco, o selênio, o cromo, manganês e molibdênio.


Como funcionam as vitaminas e minerais?

As vitaminas junto com os minerais são catalizadores enzimáticos naturais para as funções biológicas do organismo. Sendo catalizadores, elas aceleram algumas reações que acontecem em nosso corpo e mantém mais especificamente a atividade de todas as nossas células. A deficiência destes nutrientes pode colocar o organismo inteiro em perigo.

Nada adianta o consumo equilibrado de macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras) sem a ingestão adequada de micronutrientes (vitaminas, minerais, nutrientes funcionais).


A ingestão recomendada diária de nutrientes é igual para todos?

Não. Existem alguns fatores que variam as necessidades de nutrientes de uma pessoa, como: idade, sexo, estados carenciais, estado fisiológico (gestação, lactação, doenças) e atividade física.

Só quem pode avaliar possíveis deficiências e a quantidade adequada a ser consumida é o nutricionista ou médico.


A quantidade de nutriente presente nos alimentos é igual e invariável?

Não. A quantidade de micronutrientes presentes nos alimentos varia dependendo do solo em que foi plantado, grau de maturação, armazenamento, processamento e tratamento térmico.

A quantidade de vitaminas e minerais dos alimentos estipulada através de tabelas é determinada a partir de valores médios obtidos da composição centesimal dos alimentos.


O que são Nutrientes Funcionais?

São nutrientes ou substâncias presentes nos alimentos in natura capazes de equilibrar/regularizar algumas funções do organismo e ainda reduzir o risco de algumas doenças. São conhecidas também como Nutracêuticos ou Alimentos Funcionais.


O que são carotenoides?

Os carotenoides são pigmentos naturais amplamente distribuídos na natureza, responsáveis pela coloração das frutas e vegetais, raízes, flores, algas, bactérias e fungos. Dos mais de 600 carotenoides conhecidos atualmente, os mais comuns são o Betacaroteno, Licopeno, Luteína, e a Zeaxantina.

Os carotenoides são o segundo dentre os pigmentos mais importantes para a fotossíntese. Mais de 50 tipos deles podem ser convertidos em Vitamina A dentro do organismo, mas na sua maioria possuem características antioxidantes.


O que são antioxidantes?

Os antioxidantes são um conjunto de substâncias que possuem a capacidade de neutralizar radicais livres nas células. Esta oxidação ocorre, pois nossas células são constantemente expostas ao oxigênio, que é altamente reativo.

Da mesma forma como o oxigênio em contato com o ferro causa a ferrugem em objetos o excesso de oxigênio no corpo também causa a oxidação de células. Esta reação ataca células saudáveis, atingindo inclusive nosso DNA. Estes eventos enfraquecem as funções imunológicas, aceleram o envelhecimento e está associado às doenças degenerativas.

Algumas enzimas antioxidantes são produzidas em nosso corpo, já outros agentes antioxidantes são encontrados nos alimentos como frutas, hortaliças, cereais e grãos integrais. O grupo é formado por vitaminas, minerais, pigmentos naturais e nutrientes funcionais.


O que são Radicais Livres?

Radicais Livres (RL) é toda molécula instável que para se estabilizar se une em microssegundos a outra molécula, pareando seus elétrons, dando origem a compostos que danificam as células sadias do organismo.

O dano pode alterar seu funcionamento, provocar envelhecimento precoce, até mesmo nos deixar suscetíveis a doenças. Cada célula do organismo necessita de uma fonte constante de oxigênio.

A queima de oxigênio, entretanto, libera espécies reativas de oxigênio, mais conhecidas como radicais livres.


O que são Ácidos Graxos?

Ácido graxo é a parte mais importante e abundante que constitui a fração lipídica de um alimento, ou seja, que constitui as gorduras e óleos presente em um alimento. Embora existam mais de mil tipos de ácidos graxos, aproximadamente 20 deles ocorrem na natureza.

Eles podem ser classificados pelo tamanho da sua cadeia carbônica (curta, média ou longa) e pelo tipo de ligação existente em sua estrutura química, dando origem aos saturados e insaturados. Se o ácido graxo tiver uma ligação dupla é chamado de monoinsaturado, se possuir várias ligações duplas, poli-insaturados.

Quando um ácido graxo é isento de ligações duplas em sua cadeia carboxílica, é chamado então de saturado. A posição em que ocorre a dupla ligação dá origem aos nomes dos ácidos graxos como ômega 3, ômega 6, ômega 9 e etc.


O que significa EPA/DHA?

EPA é a sigla dada ao ácido graxo Eicosapentanóico e DHA é a sigla ao ácido graxo Docosahexanóico. Ambos são segmentos da família ômega 3, conhecidos popularmente como “ômega 3 de cadeia longa”.  

O EPA (Ácido Eicosapentaenoico) e DHA (Ácido Docosaexaenoico) são gorduras poli-insaturadas de cadeia longa encontrada principalmente em animais marinhos de regiões frias. Não são produzidos pelo organismo, por isso devem ser obtidos por meio de alimentação ou suplementação.

O consumo de ácidos graxos auxilia na manutenção de níveis saudáveis de triglicerídeos, desde que associados a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis.


O que são Aminoácidos?

Os aminoácidos são moléculas que se unem por diversas combinações e proporções formando as proteínas. Os aminoácidos podem ser obtidos a partir dos alimentos ou serem fabricados pelo próprio corpo.

São chamados de aminoácidos essenciais quando não são produzidos pelo organismo e obrigatoriamente obtidos através da dieta e/ou suplementação. E não essenciais, quando formados pelo organismo e também obtidos através da deita e/ou suplementação.

Nem todos os alimentos contêm todos os aminoácidos, por isso a necessidade de uma alimentação diversificada e/ou complementada.

Os alimentos mais ricos em aminoácidos essenciais são os de origem animal. Já os de origem vegetal, não possuem todos eles. Logo, uma dieta vegetariana saudável precisa ser diversificada e complementada.


Os Complementos Alimentares melhoram a fraqueza e disposição?

As vitaminas e minerais estão associados às funções de algumas enzimas e co-enzimas, essenciais à produção de energia. Assim, apesar de, por si só não serem uma fonte de energia, eles são indispensáveis à sua produção a partir de alimentos.

Além disso, quando as quantidades de vitaminas e minerais no organismo estão inferiores aos recomendados, o corpo pode apresentar alguns sinais como: irritabilidade, insônia, dificuldade de concentração, que interferem em nosso bem-estar no dia-a-dia.

Uma dieta completa associada a exercícios físicos regulares e um estilo de vida saudável, contribuem para a promoção de saúde e bem-estar.


Qual o melhor horário para se tomar os suplementos?

Em geral, os nutrientes devem ser consumidos próximos às refeições (poucos minutos antes ou imediatamente após a refeição para melhor absorção e utilização). Minerais que não estão na forma quelada deve ser consumidos longe de grandes refeições como almoço e jantar, para que não interfiram na absorção de outros nutrientes da dieta.

Vale lembrar de que alguns medicamentos também podem interferir na biodisponibilidade, então o ideal é que a ingestão de suplementos seja feita em horários distintos aos medicamentos.


VitaminasJa - Sua loja de Vitaminas

Sobre a loja

A melhor loja de vitaminas nacionais e importadas, tudo o que você precisa para completar sua alimentação e nutrição. Temos as melhores formas de pagamento e buscamos sempre a sua satisfação.

Social
Pague com
  • PagHiper
Selos

Alberto Enio Albini - CNPJ: 27.710.293/0001-57 © Todos os direitos reservados. 2019